Novos cuidados com o coração feminino

22/02/2011

Novos cuidados com o coração feminino

Associação Americana de Cardiologia anuncia a inclusão de mais fatores de risco.
Agora, diabetes na gravidez está incluída na lista de ameaças.
Novos Cuidados Com O Coracao Feminino

A Associação Americana de Cardiologia, referência mundial em saúde do coração, tem se empenhado em mostrar que as doenças cardiovasculares não são exclusividade dos homens. A Organizaçõa Mundial da Saúde (OMS) já alerta que essas doenças são a principal causa de morte de mulheres no mundo.

Para facilitar o diagnóstico e a prevenção entre o público feminino, a associação americana divulgou, na última semana, novas diretrizes. No documento, ampliou a lista de fatores de risco, contestou a eficiência de procedimentos preventivos e chamou a atenção para a responsabilidade compartilhada entre médico e paciente na adesão ao tratamento. “Se o cardiologista não pergunta à mulher se ela está tomando o medicamento regularmente ou se conseguiu aderir a hábitos saudáveis, o problema continua”, avalia Lori Mosca, diretora da entidade. As orientações deverão ser seguidas por cardiologistas de todo o mundo.

Ponto de destaque na revisão, a inclusão de novos fatores de risco contempla agora enfermidades tipicamente femininas. Quem teve complicações na gravidez (diabetes gestacional e hipertensão induzida pela gestação) ou tem artrite reumatoide ou lúpus deve buscar um médico para evitar surpresas como a que aconteceu com a arquiteta Maria Ricciardi, 55 anos. Há 20 anos ela sofreu um infarto que assustou a todos. “Eu era nova e era mulher. Quando aconteceu, se falava pouco de infarto feminino.” À época, o único hábito de risco identificado foi o cigarro. Porém, ela também havia tido hipertensão na gravidez – problema que a associação acaba de incluir como fator de risco. Nesta categoria, aparece agora também a depressão. Uma das razões é o fato de a doença prejudicar a capacidade da mulher de se cuidar e até mesmo de seguir orientações médicas – ameaças ao coração.

No documento, também estão indicadas medidas de prevenção que ainda carecem de comprovação, de acordo com a associação. Entre elas estão a terapia de reposição de estrógeno (hormônio feminino que tem papel protetor do coração) e a suplementação com substâncias antioxidantes, como a vitamina E (leia mais no quadro).

O esforço da associação americana é reunir conhecimentos da prática médica para preencher a lacuna existente nas pesquisas científicas. A presença de mulheres em estudos sobre doenças cardiovasculares é recente – começou na década de 90. E ainda segue insatisfatória. “Os testes com os remédios anticoagulantes e para o desenvolvimento do stent, por exemplo, foram feitos em voluntários do sexo masculino”, diz Elizabeth Alexandre, da Sociedade Brasileira de Cardiologia e médica do Instituto Dante Paz­zanese, de São Paulo. “A ciência precisa mostrar se os be­nefícios das terapias são os mesmos para mulheres e homens”, avalia Lori. O ponto-chave para isso é entender melhor a influência das variações hormonais da mulher na saúde cardiovascular, em especial na puberdade, gravidez e menopausa.

À medida que a medicina avança, novas informações têm sido levantadas. A associação com o câncer é um exemplo. “A Sociedade Brasileira de Cardiologia publicará, em alguns meses, uma diretriz ligando o tratamento contra o câncer às doenças cardiovasculares”, diz Evandro Tinoco, diretor clínico do hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro. Prevenir, nesses casos, pode ser decisivo. Foi o que percebeu a fotógrafa Lenira Carrilho, 51 anos. Dois meses depois de iniciar a quimioterapia por causa de um tumor de mama, ela viu sua pressão arterial aumentar a níveis alarmantes e teve de começar a usar medicamento para controlá-la. “Por sorte havia sido alertada sobre esse risco”, afirma.

Nas recomendações divulgadas pela entidade americana, há ainda a ênfase em tornar mais fácil a adoção de bons hábitos de saúde. “O documento foi um puxão de orelha nos médicos”, considera o cardiologista Marcelo Ferraz Sampaio, vice-diretor clínico do Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. “Muitos especialistas geram demandas para as pacientes que elas não conseguem cumprir.”

De fato, esse é um dos principais empecilhos a mudanças no estilo de vida. Sem saber, por exemplo, como incluir no dia a dia a atividade física, a pessoa desiste de tentar. Por isso, os médicos americanos orientam que não é preciso passar horas na academia: 150 minutos por semana de exercícios moderados, como uma caminhada acelerada, bastam. Ou seja, cerca de 20 minutos por dia. O cuidado é urgente. “T0.emos tecnologia, remédio e equipame.

Academia Wall Street Fitness Estudante Para Meia Em Qualquer Atividade B

*TODOS ALUNOS DA ACADEMIA TEM DIREITO:
*Avaliação física grátis.

Academia Wall Street Fitness Programa Corporativo Para Empresas Afiliadas

Quer Ganhar Um Mes Academia 100 Gratis

QUER GANHAR UM MÊS DE ACADEMIA 100% GRÁTIS?

Indique um novo aluno e não pague mensalidade.

A pessoa que indicar um novo aluno para malhar na academia, ganha uma mensalidade.
Se o aluno indicado pagar 6 meses, quem fez a indicação ganha mais uma mensalidade = dois meses.
Este credito pode ser usado para qualquer modalidade e para qualquer época do ano.

Promoção valida para qualquer atividade.

ATIVIDADES:
https://bodyticket.com.br?atividade=ginastica
https://bodyticket.com.br?atividade=artes-marciais
https://bodyticket.com.br?atividade=spinning
https://bodyticket.com.br?atividade=musculacao

HORÁRIOS
https://bodyticket.com.br

PREÇOS
https://bodyticket.com.br/

Logobonecowall
ACADEMIA WALL STREET FITNESS
www.wallstreetfitness.com.br
(31) 3335-7227 (31) 3291-6590.
AV.CONTORNO 8000 - BAIRRO LOURDES
BELO HORIZONTE - MG
Graduação de Marcos de Souza Muniz
* Graduado em Educação Física (EEF-UFMG); (1990)
* Diretor fundador da Academia Wall Street Fitness.(1991)
* Graduado fisiologia do exercício: emagrecimento e hipertrofia pela UFMG 1992
* Graduado Exercício e o Coração pela Associação Médica de Minas Gerais. (1994)

Visa
Malhe e pague com cartões Visa e Mastercard.

Valor Titulo Remido Wall Street
Mapa Wall
DIGA NÃO AS DROGAS CAMPANHA DA ACADEMIA WALL STREET FITNESS.
Atenção:
Não aprovamos e não nos responsabilizamos pelo uso de anabolizantes.
Não recomenda o uso de nenhum medicamento e/ou suplemento alimentar
sem a prévia recomendação de um médico ou nutricionaista.
Não inicie nenhuma rotina de treinamento sem a supervisão de um profissional da área do esporte.
Satisfacao Garantida
Academia Musculação Jiu-Jitsu Fitness Wall Street fitness Ginástica Lutas Atividades Spinning
Academia de Taekwondo conveniados Corporativos com academia plano Semestral com academia
academia barata em BH Especial Full Contact Yoga Pilates Krav Magá Kick Boxing BH
Artes Marciais Academia de BH Yoga em Belo Horizonte Notícias de academia Kung Fu Horários de academia
Academia Musculação Jiu-Jitsu Fitness Ginástica laboral Lutas Atividades Spinning em Belo Horizonte
Yoga em Belo Horizonte Pilates em Belo Horizonte Krav Magá em Belo Horizonte Kick Boxing em Belo Horizonte
Artes Marciais em Belo Horizonte Kung Fu em Belo Horizonte defesa pessoal em Belo Horizonte
Academia de Taekwondo em Belo Horizonte.

Tags da Academia